logo-yes-eletronicos

Por que escolher um computador corporativo em vez de um doméstico?

A época de renovar os computadores da empresa costuma ser um momento desafiador para o gestor de TI. É hora de encontrar as melhores opções não só para caber no orçamento do negócio, mas para alcançar o potencial máximo de produtividade que elas podem oferecer.

É por isso que o computador corporativo é sempre a melhor saída para essas situações. Neste artigo, nós vamos explicar o que faz esse modelo se sobressair no mundo empresarial e como ele pode trazer mais vantagens quando comparado às soluções domésticas!

Para que serve um computador corporativo?

Essa é uma dúvida de muitos responsáveis pela compra de hardware em empresas, que pode comprometer na escolha dos melhores equipamentos desde o início da sua busca.

Normalmente, a primeira ideia é pesquisar pelos modelos mais populares (geralmente domésticos), perdendo a chance de trazer para dentro do escritório muitos benefícios que um computador corporativo oferece.

Sejam os desktops, notebooks ou All in Ones, as máquinas voltadas para empresas sempre são construídas para adaptar-se a um uso bem diferente de uma pessoa dentro de casa. As fabricantes levam em conta adequação a espaços físicos, consumo de energia, praticidade e facilidade de uso, versatilidade e desempenho adequado a uma função específica.

Ou seja, nem sempre o computador corporativo é o mais potente, mas ele é otimizado para que cada funcionário extraia o máximo de sua capacidade produtiva. Se você procura desempenho, ótimo: existem modelos prontos para oferecer. Mas o mais importante é ter o maior retorno possível do seu investimento em hardware.

Qual é a real diferença entre um computador corporativo e um doméstico?

Para entender melhor como um PC corporativo traz esse retorno com muito mais eficiência do que um computador pessoal, listamos as principais características que você precisa levar em conta ao investir em hardware e como os modelos empresariais são mais eficientes em todos os pontos a seguir:

Perfil de uso

Os modelos domésticos, sejam notebooks, desktops ou All in Ones, são feitos para utilização variada e com poucos picos de processamento — exceto em casos muito específicos. O usuário acessa a internet em um momento, assiste a um filme em outro, sempre com atividades espaçadas e pouca necessidade de rodar muitos programas simultaneamente.

Já o uso em uma empresa é bem diferente. O computador precisa suportar longas horas de tarefas repetitivas e trabalho constante. Tanto a parte de hardware quanto de software e até de acabamento precisam ser pensadas seguindo essa diferença prática.

Configurações

Como tudo que é investido em uma empresa, a relação entre investimento e retorno deve ser uma busca interminável por otimização de gastos e economia. Ao apostar em computadores corporativos, fica muito mais fácil equilibrar esses dois fatores, já que o segmento oferece mais variação de modelos e customização de configurações.

Isso é importante porque o melhor computador é sempre o suficiente para a função que ele vai exercer e o tamanho ideal para onde será instalado. O computador doméstico é feito sem essa preocupação em mente. É por isso, por exemplo, que os All in Ones são tão populares nas empresas: eles oferecem um design compacto e elegante com bom desempenho para tarefas administrativas.

Softwares pré-instalados

Se você já comprou um computador fechado ou um notebook para uso pessoal, provavelmente passou o dia de estreia removendo bloatwares. As máquinas domésticas costumam vir com vários softwares pré-instalados que facilitam a vida do usuário iniciante ou dão algumas vantagens junto à aquisição do produto, já que, se ele não gostar das ofertas, é só desinstalar três ou quatro programas e problema resolvido.

Mas imagina remover aquele trial de antivírus de 50 máquinas, com a pressão de tudo funcionar o mais rápido possível. Pensando nessa questão e sabendo que o público empresarial conta com equipes próprias de implementação, os computadores corporativos são mais enxutos, prontos para facilitar a vida da TI e levar a vantagem produtiva para o negócio o quanto antes.

Preço

Com a ajuda de fornecedores confiáveis, é possível variar o leque de modelos e realizar uma compra precisa — apenas gastar o suficiente para atender a sua demanda. Além disso, compras empresariais costumam envolver descontos, condições especiais e outros serviços atrelados ao volume adquirido.

Ciclo de vida e durabilidade

Enquanto computadores domésticos usam bastante plástico em sua estrutura, modelos corporativos apostam em materiais como alumínio e magnésio, garantindo pelo menos três anos de vida útil no máximo de seu desempenho.

Além de reduzir a carga de trabalho sobre o departamento de TI da empresa (que precisa resolver menos chamados de manutenção), você consegue mais previsibilidade para o investimento, buscando os modelos que vão aguentar o tempo que forem relevantes em relação ao dinheiro que foi gasto neles.

Suporte

E é exatamente por conta da durabilidade que o suporte de computadores corporativos podem maximizar o retorno do que você está gastando agora. Não é raro que máquinas para uso pessoal venham com peças soldadas, acesso dificultado à bateria e poucas opções de upgrades intermediários.

Isso faz sentido em um mercado que se renova com velocidade maior do que a durabilidade do aparelho, mas no meio corporativo esse tipo de computador pode gerar gastos impraticáveis. Modelos corporativos facilitam o suporte da equipe interna, com peças para reposição e acesso rápido a qualquer parte do hardware.

Além disso, bons fornecedores de computadores empresariais, sejam desktops, All in Ones ou notebooks, oferecem serviços especializados de suporte, com contratos estendidos que garantem o funcionamento das máquinas adquiridas até o fim de seu ciclo de vida.

Quais são as características específicas de notebooks corporativos?

Até agora, conversamos sobre especificidades em geral que tornam uma máquina montada para uso corporativo mais interessante como investimento empresarial do que computadores domésticos.

Mas a busca por flexibilidade e mobilidade nos negócios atuais está tornando a escolha por notebooks mais comum em muitos empreendimentos exatamente pela versatilidade desse tipo de modelo.

Nesse caso, também podemos listar alguns pontos-chave que justificam a busca por computadores voltados para uso empresarial. Veja alguns deles e suas diferenças em relação a configurações de uso pessoal na sequência.

Autonomia

Como qualquer outro equipamento corporativo, o notebook para esse fim precisa ser pensado em um uso mais intenso e constante — como citamos no tópico anterior.

Falando de seu uso principalmente para trabalho remoto, a bateria de um computador especializado costuma ser maior e permitir mais tempo fora da tomada mesmo utilizando programas mais pesados.

É o contrário de modelos pessoais, que priorizam geralmente estética e dimensões menores. Por isso, esse investimento ajuda a impulsionar a produtividade em vários casos rotineiros de um negócio.

Resistência

Outra questão comum no dia a dia do negócio é que a utilização frequente e às vezes sem cuidado por vários colaboradores diferentes pode comprometer a durabilidade do equipamento.

A situação piora com os notebooks que, ao contrário de desktops, são movidos constantemente. Pode acontecer o choque com outros objetos, a exposição a líquidos e até uma queda.

É pensando nisso que fabricantes de qualidade montam seus notebooks corporativos. Eles entregam sempre construções mais robustas, materiais mais resistentes e menos espaço para invasão de agentes externos.

Conexões

Notebooks também são muito utilizados em empresas para apresentações e compartilhamento de arquivos, já que é muito difícil levar um desktop da estação de trabalho até a sala de reuniões.

Fornecedores desse tipo de aparelho, portanto, abusam da compatibilidade de formatos de armazenamento e conexões de mídia, inclusive para padrões mais antigos, como saída de vídeo VGA. E como a espessura do notebook não é uma preocupação tão grande para esse uso, elas podem estar todas disponíveis em um único modelo.

Isso é importante principalmente dentro de organizações com mais tempo de funcionamento. Nelas, é comum que se reaproveite tecnologias por anos após elas estarem defasadas simplesmente porque funcionam e não vale a pena investir em atualização no momento.

Um notebook corporativo vai garantir que você continue tendo interfaces de comunicações com esses dispositivos e acesso a todo o conteúdo do negócio.

Segurança

Com a importância e o valor que os dados da empresa vêm ganhando, a segurança dos terminais utilizados para acessar o sistema se tornou uma questão ainda mais vital para o sucesso da empresa do que já era antes.

No caso dos notebooks, temos um desafio extra: com seu uso fora do ambiente de trabalho e por ser um equipamento pequeno e leve, ele está muito mais suscetível a furtos e roubos.

Nenhum negócio quer dar acesso físico a arquivos importantes na mão de criminosos. Essa é uma das grandes razões pela qual se investe em aparelhos próprios para o uso em ambientes de trabalho.

Essas máquinas são construídas com segurança, tendo travas físicas, ferramentas de proteção pré-instaladas e, em alguns modelos, é até possível encontrar chaves de acesso mais sofisticadas, como biometria. É um investimento também na tranquilidade do departamento de TI.

Como acertar na escolha de computadores corporativos?

Durante este texto, passamos pelo que faz um computador corporativo ser uma boa ideia para empresas e quais as características específicas se deve atentar para os notebooks oferecidos no mercado.

Contudo, para aproveitar ao máximo o investimento, você precisa entender algumas questões importantes. Portanto, vamos terminar listando quais são os passos para escolher o modelo mais adequado. Veja!

Avalie a demanda

A primeira coisa a fazer é definir as necessidades e os objetivos para seu investimento. Quais áreas estão mais carentes de uma atualização de computadores? Como esses colaboradores utilizam o equipamento para seu trabalho? De quais softwares precisam?

Entender essas questões impede que você desperdice dinheiro comprando computadores mais potentes do que precisa ou que adquira um aparelho que não resolva o problema por ter uma capacidade insuficiente.

Priorize configurações importantes para cada uso

A melhor forma de utilizar esse levantamento para não errar na configuração é priorizar os componentes mais importantes em cada tarefa dentro da empresa.

Dependendo da finalidade, alguns softwares exigem mais RAM, outros, processamento e alguns pedem placas de vídeo mais robustas. Ao priorizar o que impacta mais nas atividades, você equilibra os custos com peças mais modestas nos setores em que elas não são tão necessárias.

Levante os custos de manutenção

É sempre bom lembrar que todo equipamento tecnológico vai precisar de manutenção em algum momento, seja para aumentar sua vida útil, manter a performance ou corrigir problemas que surjam com o tempo.

Ter uma ideia de quais serão esses custos é vital para definir o escopo de seu investimento. É bom não gastar tudo de uma vez e ter que passar aperto depois. Uma boa ideia, inclusive, é conseguir com a fornecedora um serviço de suporte de qualidade.

Analise o custo-benefício de cada opção

Colocando tudo isso em uma planilha, as melhores opções no mercado ficarão claras. A partir daí, é só comparar preços e configurações para encontrar o equilíbrio perfeito entre custo e benefício.

Comprar o mais caro ou tentar economizar demais geralmente são estratégias pouco eficientes. Com sua experiência e conhecimento da operação do negócio, com certeza vai ter facilidade para fazer esse cálculo.

Conheça melhor as empresas fornecedoras

Reduzindo sua pesquisa aos modelos mais promissores, é importante também conversar com as empresas que fabricam, distribuem e fornecem suporte para os computadores e notebooks que você quer comprar.

Em primeiro lugar, essa pesquisa é uma forma de não ter sustos lá na frente. É a hora de conhecer opiniões, buscar referências no mercado e ver cases de como a fornecedora atendeu a outros negócios.

Além disso, essa conversa é uma boa oportunidade para tornar o processo uma parceria. Empresas especializadas podem ajudar a definir necessidades e indicar os modelos que melhor se encaixam nelas — tanto no lado financeiro quanto no retorno produtivo.

Para investir em um computador corporativo, esse apoio é essencial. Por isso, você deve buscar em seu fornecedor todas essas características, principalmente na qualidade estrutural da máquina, na variedade de configurações disponíveis e no suporte atrelado aos produtos que pretende adquirir.

Quer ter tudo isso em um só lugar? Então, entre em contato agora mesmo com a Yes Eletrônicos! Nós oferecemos as melhores opções em computador corporativo e contamos com serviços de excelência no pós-venda para sua empresa!

Leia Mais

Olá, Seja Bem-vindo(a).

A Yes Eletrônicos foi idealizada por pessoas apaixonadas por tecnologia, criada em 2016 com o intuito de atender as altas exigências do mercado, entregando produtos com um design simples e refinado, com um excelente custo benefício.